Frase

"A inveja consome o invejoso como a ferrugem o ferro." (Antistenes)

sábado, 11 de setembro de 2010

O senador Roberto Cavalcanti, dono do Sistema Correio, admite que as pesquisas são manipuladas

A coligação 'Uma Nova Paraíba', que tem Ricardo Coutinho (PSB) como candidato ao Governo, entrou no dia 27 do mês passado com uma representação, no TRE, contra o que chamou de manipulação dos números nas pesquisas eleitorais feitas na Paraíba. Isso criou um quiprocó danado.
Agora foi ninguém menos que o senador Roberto Cavalcanti (PRB), dono do Sistema Correio de Comunicação, que surpreendeu ao concordar, no Senado, que as pesquisas eleitorais têm sido manipuladas. A afirmação foi feita em aparte ao discurso de Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), que disse ser "criminoso" e "preocupante" o objeto da denúncia feita pelo senador Papaléo Paes (PSDB-AP).
Segundo ele, um encarregado do Ibope teria oferecido a manipulação do resultado das pesquisas ao coordenador de campanha de um dos candidatos ao governo do Amapá. A fraude custaria R$ 1 milhão e abrangeria todas as pesquisas até o segundo turno. A oferta foi gravada.
"O senador Papaléo Paes ligou para o Dr. Montenegro, que é o dono do Ibope. O Dr. Montenegro disse que era uma empresa terceirizada que eles contratavam em Belém para fazer a pesquisa no Amapá. Essas pesquisas agora começam a me deixar, digamos assim, completamente incrédulo. Ora, se isso acontece no Amapá, o que não estará acontecendo, por exemplo, em Roraima?", questionou.
O senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB) disse que na Paraíba não é diferente. Para ele, o problema está na terceirização porque não existe co-responsabilidade e as discrepâncias só aumentam. Ele defendeu o aprimoramento da veracidade dos institutos de pesquisa.

Um comentário:

jefferson araujo disse...

boa noite acho que o governador maranhão não está agradando mmuito seu principal meio de comunicação.ha põis esse ano a coisa foi bem Ratiada